VISION 76 - BNP Paribas

VISION 76
NEWSLETTER DO BANCO BNP PARIBAS BRASIL
DEZEMBRO / 2014
Mensagem de
Sandrine Ferdane
PR ESID E N T E D O B AN C O BNP P ARIBAS BRASIL
Prezados clientes
O
Louis Bazire anunciou em outubro minha posse como Presidente
do BNP Paribas Brasil, ele continuando como nosso Diretor Regional para América Latina.
Para mim é uma imensa alegria ter essa oportunidade de continuar no
Brasil. Morei aqui cinco anos — de 1998 a 2003 — trabalhando no Banco
Paribas. Naquela época, éramos uma pequena equipe, mas líder em IPOs,
emissões de bonds para o Tesouro Brasileiro e financiamentos com agências de crédito. A fusão do Paribas com o Banco BNP em 2000 foi uma fantástica oportunidade, uma vez que o BNP já era um banco comercial em
pleno desenvolvimento no Brasil. Mas minha maior conquista dessa época
foi de conseguir minha nacionalidade brasileira em 2003.
Solicitei meu retorno ao Brasil em 2007, após quatro anos em Paris, surpreendendo meus chefes, pois isso não é comum numa carreira bancária.
E agora, após sete anos como membro da diretoria do BNP Paribas Brasil,
responsável pela atividade Corporate, é uma grande honra poder dirigir uma equipe altamente qualificada.
O BNP Paribas teve um crescimento forte e contínuo ao longo dos últimos 15 anos, servindo com rigor e
qualidade clientes de todos os segmentos, empresas, institucionais e pessoas físicas. Meu objetivo é simplesmente contribuir para continuar essa trajetória de sucesso a serviço de nossos clientes e do Brasil,
sempre com o total apoio de nossa matriz em Paris.
Será um grande prazer encontrá-los em breve.
nesta edição
COMO SERÁ 2015 PARA O BRASIL?
P.2
AS NOVIDADES DO BNP PARIBAS
P.3
A TETO E SEU TRABALHO SOCIAL
P.4
Fique por dentro
MACROECONOMIA
ONE BANK
Como será 2015?
Brasil continua atraindo capitais
Qual a perspectiva para a economia
mundial no ano que vem?
2015 vai ser um ano de diferenciação. O crescimento da China deverá
desacelerar, embora continue alto. A
Europa terá uma expansão modesta. No
BNP Paribas achamos que a economia
americana – que já vem em franca recuperação – deve acelerar em 2015. A
Marcelo Carvalho,
questão é o quê devemos acompanhar
Economista chefe do
banco BNP Paribas para
mais de perto no cenário internacional.
América Latina
E nesse caso há dois pontos a observar: o Fed (banco central americano) e as commodities. O Fed
deve começar a subir o juro em algum momento no ano que
vem. Isso tem implicações importantes para os mercados financeiros e para o fluxo de capital internacional para países
como o Brasil. O Brasil é um grande produtor e exportador
global de commodities. Temos portanto de ficar de olho no que
acontece com os preços internacionais.
E a perspectiva para taxa de câmbio, inflação, juros e crescimento? A força da economia americana e o aumento do juro
lá fora devem favorecer um dólar forte. A consequente desvalorização do real não ajuda a inflação, especialmente num
ano em que vários preços administrados vão ter de ser corrigidos. Para manter a inflação sob controle, o Banco Central
deve continuar aumentando o juro. 2015 vai ser um ano difícil
em termos de crescimento, mas se fizermos a lição de casa
poderemos voltar a expandir nosso potencial de crescimento.
Fraco crescimento, persA estratégia One Bank,
pectivas econômicas pouco
que promove o acompanhaanimadoras para o Brasil?
mento mundial da nossa
Nem todos os investidores
clientela de empresas,
internacionais compartem
constitui uma resposta
este diagnóstico quando
eficiente por parte do BNP
consideram o médio prazo.
Paribas. Equipes especificaO Brasil tem se classifimente dedicadas às MNCs,
cado desde 2011 entre os
novos produtos e soluções
cinco principais países de
de financiamento, câmbio
destino para o Investimene cash management cada
to Direto Estrangeiro, com
vez mais competitivos
montantes
favoreceram
Um dos 5 principais países de a abertura de
anuais superiores a US$
destino para investimentos relações com
60 bilhões. O
mais de 90
movimento não se deteve
filiais brasileiras de grupos
em 2014: Serviços (59%) e
multinacionais em 2014.
Indústria (27%) representam
Nossos domestic markets
a maior parte desses fluxos
(França, Itália, Bélgica) e
financeiros (US$ 56 bilhões
Alemanha, que conta com
até outubro). O último
o apoio do recém-criado
estudo internacional CEO
German Desk, o Reino Unido
Survey confirma: o Brasil
e a Escandinávia são os
é o 4º colocado no ranking
principais países de origem
dos países considerados
destas empresas que têm
mais estratégicos para as
escolhido BNP Paribas como
multinacionais (MNCs).
banco parceiro no Brasil.
WEALTH MANAGEMENT
ASSET MANAGEMENT
A (possível) volta da diversificação
Qualidade global
Para o investidor de Wealth
Management, a vida pode ficar mais fácil em 2015.
Apesar do cenário global
desafiador para os emergentes, no plano local esperamos pela “normalização”
da política econômica com o
retorno do tripé macroeconômico — superávit primário, meta de inflação e câmbio flutuante. Desse modo, a
confiança do investidor pode
se recuperar, reabrindo espaço para uma prática que
estava meio esquecida: a diversificação de portfólio.
A busca por proteção, pri-
Depois de um ano aprimorando os nossos processos de
investimento, reforçando as equipes de gestão e os controles de Risco & Compliance, submetemos a BNP Paribas
Asset Management ao
processo de análise e
classificação de rating
de Gestores de Recursos
da Fitch Ratings. Recebemos oficialmente a
nota “Elevado Padrão”,
em escala global.
Esta classificação
reflete o esforço da equipe da BNP Paribas Asset Management na gestão de investimentos dos nossos clientes,
obedecendo a legislação em vigor, os critérios de autorregulamentação, as políticas de investimento e os limites de
compliance e risco. Nossos parceiros e clientes fazem parte
dessa conquista.
VISION / DEZ 2014 / 2
vilegiando liquidez e indexação (à inflação e a moedas
fortes), poderá ceder lugar
a teses de investimento menos conservadoras, em que
pese o ambiente desafiador
e ainda propenso aos investimentos de renda fixa. À
medida que a política econômica ganhe credibilidade, o
investidor tenderá a assumir
mais riscos, permitindo que
se elevem progressivamente
as alocações em investimentos mais ambiciosos, como
fundos de investimento multimercados, de ações, imobilários e private equity.
Acontece
Caminhos
da economia
americana
Os fatos e tendências da economia norte-americana impactam
diretamente a atividade econômica e os mercados no Brasil.
O BNP Paribas busca estar sempre à frente desses movimentos e antecipar suas possíveis consequências a fim de oferecer o
melhor serviço a seus clientes.
Tratando dessa temática, dois importantes executivos do BNP Paribas estiveram no Brasil: Daniel Katzive, Head of FX Strategy North America, em setembro, e Paul Mortimer-Lee,
Global Head of Market Economics e Chief Economist North America, em novembro. Eles
puderam encontrar-se com clientes do BNP Paribas em eventos exclusivos, onde apresentaram as tendências para a moeda e a economia norte-americanas.
Desafios da gestão
Nos dias 21 e 22 de outubro de 2014, a
BNP Paribas Securities Services realizou
mais uma edição de seu seminário anual
“Bridging the Atlantic – Challenges and
Opportunities”.
Realizado em São Paulo e no Rio de
Janeiro, o evento abordou temas fundamentais para a indústria de fundos local e
global, e seu impacto nos gestores locais.
Foram discutidas as tendências macroeconômicas no mercado brasileiro; como as
mudanças regulatórias estão guiando novas
oportunidades hoje; e quais as melhores
estratégias de gestores locais e globais diante
do novo cenário da indústria de fundos.
Os debates foram moderados por re-
Equipe BNP Paribas Securities Services e moderadores que
conduziram os debates durante o seminário
presentantes de importantes players do
mercado local, além de executivos globais
da BNP Paribas Securities Services.
Ao final, foi sorteado um Ipad entre os
participantes.
O QUE MAIS ACONTECE
n A Standard & Poor’s reafirmou o
rating ‘brAAA’ com perspectiva estável
para o BNP Paribas Brasil.
n PROJETOS PARA 2015
Para próximo ano, a Fundação Cultural
BNP Paribas tem programados apoios e
patrocínios aos seguintes projetos:
– O patrocínio ao plano anual de
atividades do MAM;
– O patrocínio à Temporada 2015 das atividades da OSESP (Orquestra
Sinfônica do Estado de São Paulo) e da
Sala São Paulo;
– Exposição do artista plástico Marcos
Brêtas, participante da Geração 80 da
Escola de Artes Visuais do Parque Lage,
no Rio de Janeiro. Sem expor no Brasil
desde 1998, o artista apresentará entre
20 a 30 obras trazidas de Paris;
– Edição do livro “Transatlânticos
no Brasil”, que retrata o universo
das viagens de navio na primeira
metade do século XX. A obra resgatará
a história das linhas que serviam o
Brasil para viagens transatlânticas,
mostrando como era o universo
cultural, histórico e social em torno
dessas grandes embarcações, numa
época em que os transatlânticos eram
o principal meio de integração do Brasil
com o resto do mundo.
Presença e participação intensa
A segunda semana de novembro foi bastante movimentada no
mos ao 7º Fórum Anual Brasileiro de Energia e Infraestrutura,
mercado financeiro.
organizado pela Euromoney, representados pela nossa área de
Aconteceram vários eventos, e o BNP Paribas esteve presenEnergy & Commodities Finance.
te em todos eles. De 11 a 12 de
novembro estivemos na oitava
conferência Criando a tesouraria
de alto desempenho do futuro,
organizada pela Eurofinance, na
qual fomos representados pela
nossa área de Cash Management.
De 12 a 14 de novembro a BNP
Paribas Asset Management participou do 35º Congresso Brasileiro
de Fundos de Pensão, organizado
CONFERÊNCIA EUROFINANCE Primeiro à esquerda, Celso Nunes,
CONGRESSO DA ABRAPP Da esq. para a dir.: Eduardo Loverro,
pela ABRAPP.
Head of Global Transaction Banking; último à direita, Carlos
Rodrigo Buti, Luiz Sorge, Luiz Santos, Ana Santini, Pedro Borges
Freire Head of Cash Management Brazil & Southern Cone
Neto, Oronzo Chiarella, Carlos Basso, Luara Vidal e Pedro Borges
E nos dias 17 e 18 compareceVISION / DEZ 2014 / 3
Fique por dentro
Fotografando nossa história
Livro revela mistérios da herança indígena dos brasileiros
A história ajuda a explicar o pasEm seu livro, Rodrigo retrata a
sado para que possamos entender o
pressão exercida sobre os recursos
presente e pensar o futuro. É impore a morada dos povos indígenas nas
tante conhecer nossas raízes: saber
áreas próximas do arco do desmataquem somos, de onde viemos, por que
mento, ressaltando a riqueza e a deliagimos de certa maneira e para onde
cadeza de sua cultura.
caminhamos.
Desvendar mistérios, aproximar-se
Os índios fazem parte das nossas
e elucidar hábitos e costumes signifiraízes culturais e raciais, mas a verca trazer luz ao nosso passado e dar
dade é que conhecemos muito pouco
sentido a parte importante de nossa
sobre eles. Da herança que nos foi
história e nossas raízes.
deixada e transmitida, existem mui- Rodrigo Petrella e Banhi-re, do grupo Kayapó
Em suas páginas será possível
tas histórias ainda desconhecidas,
viajar por um passado intocado e cohistórias fascinantes de diversas tribos que habitam as terras
nhecer uma parte de nossa herança através do olhar de um
remotas do nosso país.
desbravador que se aventurou pela Amazônia munido de uma
Este ano tivemos o orgulho de patrocinar, através da Funcâmera, em busca desses tesouros perdidos.
dação Cultural BNP Paribas, a edição do livro A Luz da FloresO lançamento do livro e a abertura exposição de fotos aconteta e o Arco da Destruição, do fotógrafo Rodrigo Petrella.
ceram no dia 27 de novembro, na Galeria Paralelo, em São Paulo.
Trabalho conjunto
Organização atrai mais de 25.000 voluntários
dispostos a pôr a mão na massa
Fundada no Chile em 1997 e implantada no Brasil desde 2006, a ONG
latino-americana Teto atua em assentamentos precários, estimulando
um processo de fortalecimento da comunidade mediante a ação conjunta de moradores e voluntários.
Em 2014, cerca de 50 colaboradores do BNP Paribas participaram,
como voluntários, da construção de cinco moradias de emergência durante um final de semana na comunidade Anita, em Guarulhos. Foram
dois dias de uma experiência rica, de árduo trabalho e convivência com
colegas, monitores e os futuros
moradores, e muito divertimento
também. Muitos já estão perguntando pela edição 2015!
A Fundação BNP Paribas também custeou outras cinco casas
que foram construídas por estudantes voluntários.
Presença em 16 países da América Latina
Ajuda em mais de 70 comunidades com moradias de emergência
BANCO BNP PARIBAS BRASIL n SÃO PAULO SP : 11 3841-3100 / Fax 3841-3200 | Wealth Management : (11) 3841-3143 | Asset Management : 11 3049-2820
| Securities Services : 11 3841-3055 | Corporate Coverage : 11 3841-3070 n BELO HORIZONTE MG : (31) 3228-1250 / Fax 3228-1260 n CURITIBA
PR : 41 3071-7253 / fax 3071-7260 n RIO DE JANEIRO RJ : 21 3213-8200 / Fax 3213-8230
SUA OPINIÃO: O e-mail [email protected] é um espaço dedicado exclusivamente à opinião dos nossos clientes sobre os produtos, serviços e atendimento do
Banco BNP Paribas. Aguardamos seu contato. Ouvidoria BNP Paribas: 0800-771-5999 - [email protected] – VISION é uma publicação do Banco BNP Paribas Brasil
dirigida aos clientes. Coordenação: Claudia Melo | Entrevistas: Tamer Comunicação Empresarial | Fotografia: Imagem Produções, Gustavo Bressan, Fabrício Farias de Assis |
Jornalista-responsável: Marcelo Girard (MTb 28837) | Projeto e editoração: Marcelo Girard / IMG3 Com. Gráf. & Editorial | Impressão: Compulaser
VISION / DEZ 2014 / 4