Especificações Técnicas

PARÂMETROS ADICIONAIS
18SW19A
O 18SW19A é um subwoofer de alta potência para o uso automotivo, especificamente projetado
para responder na faixa de freqüência de 50 a 2.500Hz em caixa tipo vented box com volume
reduzido ou caixas tipo corneta, suportando 2.500W RMS (Norma NBR 10.303) e 5.000W de
programa musical.
O conjunto magnético otimizado pelo método de elementos finitos (FEA) resultou em um
conjunto de grande eficiência. A utilização T-yoke com arruela inferior rebaixada assegura um grande
deslocamento máximo (Xlim) compatível com a potência. Esta peça também possui polo estendido
que melhora a distribuição do campo magnético e a dissipação térmica diminuindo a distorção e a
compressão de potência, além de dois anéis de ferrite. Neste alto-falante foi dado atenção especial
ao comportamento em condições de sobrecarga mecânica e dissipação de temperatura, foi
adicionado um dissipador (usinado e envernizado) acoplado ao conjunto magnético, suportando
assim as condições mais severas de trabalho, sem falhas.
A bobina móvel possui 100 mm (4") de diâmetro, fio de alumínio redondo enrolado em fôrma de
Fibra de vidro com exclusivo sistema IN/OUT (o fio é enrolado no lado interno e externo da forma )com
adesivos especiais a fim de suportar elevados níveis de potência.
O cone de papel prensado, pintado e de fibras longas possui massa e rigidez suficientes para
suportar enormes forças de aceleração, precisamente centrado por duas aranhas feitas de tecido de
polycotton.
No conjunto cone suspensão o sistema de fixação está reforçado,costurado com linha especial
proporcionando maior robustez.
A carcaça em alumínio injetado possui grande rigidez estrutural e atua como dissipador de calor,
além de não introduzir perdas no fluxo magnético. Um sistema triplo de ventilação MCS (furo central,
seis furos na arruela inferior e seis janelas na carcaça) garante junto com o dissipador a necessária
refrigeração, de modo que os elevados valores de potência possam ser suportados, possui também
um acabamento diferenciado (usinado e envernizado), proporcionando um visual mais atraente.
A exposição a níveis de ruído além dos limites de tolerância especificados pela Norma Brasileira
NR 15 - Anexo 1*, pode causar perdas ou danos auditivos. A JBL Selenium não se responsabiliza
pelo uso indevido de seus produtos. (*Portaria 3214 / 78).
Diâmetro nominal:
460 (18) mm (in)
Impedância nominal:
4 Ω
Impedância mínima @ 100 Hz:
4,3 Ω
Potência
PEAK:
Programa Musical1:
RMS2:
AES3:
Sensibilidade ([email protected]) Hz:
10.000
5.000
2.500
1.700
94
W
W
W
W
dB SPL
Compressão de potência @ 0 dB (pot. nom.):
4,08 dB
Compressão de potência @ -3 dB (pot. nom.)/2:
2,47 dB
Compressão de potência @ -10 dB (pot. nom.)/10:
1,08 dB
Resposta de frequência @ -10 dB:
50 a 2.500 Hz
1
Especificações para uso de programa musical e de voz, permitindo distorção harmônica máxima no
amplificador de 5%, sendo a potência calculada em função da tensão na saída do amplificador e da
impedância nominal do transdutor.
2
Norma Brasileira NBR 10.303, com a aplicação de ruído rosa durante 2 horas ininterruptas.
3
Norma AES.
PARÂMETROS DE THIELE-SMALL
Fs (frequência de ressonância):
49 Hz
81 l
Vas (volume equivalente do falante):
Qts (fator de qualidade total):
0,56
Qes (fator de qualidade elétrico):
0,57
Qms (fator de qualidade mecânico):
19,13
ho (eficiência de referência em meio espaço):
1,62 %
PARÂMETROS NÃO-LINEARES
Le @ Fs (indutância da bobina na ressonância):
Le @ 1 kHz (indutância da bobina em 1 kHz):
Le @ 20 kHz (indutância da bobina em 20 kHz):
Red @ Fs (resistência de perdas na ressonância):
Red @ 1 kHz (resistência de perdas em 1 kHz):
Red @ 20 kHz (resistência de perdas em 20 kHz):
Krm (coeficiente da resistência de perdas):
Kxm (coeficiente da indutância da bobina):
Erm (expoente da resistência de perdas da bobina):
Exm (expoente da indutância da bobina):
7,726
3,752
1,828
0,66
9,95
147,53
3,8
30,6
0,90
0,76
mH
mH
mH
Ω
Ω
Ω
mΩ
mH
Material do ímã:
Peso do ímã:
Diâmetro x altura do ímã:
Peso do conjunto magnético:
Material da carcaça:
Acabamento da carcaça:
Material do fio da bobina:
Material da fôrma da bobina:
Material do cone:
Volume ocupado pelo falante:
Peso líquido do falante:
Peso total (incluindo embalagem):
Dimensões da embalagem (C x L x A):
Ferrite de bário
5.200
220 x 36
13.800
Alumínio injetado
Pintura epoxi, cor preta
Alumínio
Fibra de Vidro
Celulose fibra longa prensada
7,5
16.700
18.500
50 x 48 x 29,3
g
mm
g
l
g
g
cm
INFORMAÇÕES PARA MONTAGEM
Número de furos de fixação:
8
Diâmetro dos furos de fixação:
7,0
Diâmetro do círculo dos furos de fixação:
439
Diâmetro do corte para montagem frontal:
422
Diâmetro do corte para montagem traseira:
412
Tipo do conector:
Pressão p/ fio nu
Polaridade:
Tensão + no borne vermelho:
deslocamento p/ frente
Distância mín. entre parede da caixa
75
e a traseira do falante
mm
mm
mm
mm
mm
0,1194 m2
1.316,7 cm3
4
Ø457
Ø7 (8x)
250
11,0 mm
21,0 mm
Condições atmosféricas no local de medição dos parâmetros TS
Temperatura:
25
Pressão atmosférica:
1.047
Umidade relativa do ar:
51
°C
mb
%
5000
Ø220
Vd (volume deslocado):
Ø417
Sd (área efetiva do cone):
Xlim (deslocamento máx. (pico) antes do dano):
Tm
T
mm
m
1/°C
°C
°C/W
mm
mm
Ω
g
mm/N
kg/s
INFORMAÇÕES ADICIONAIS
ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS
Xmáx (deslocamento máx. (pico) c/ 10% distorção):
21,1
0,57
100
45
0,00345
301
0,12
29,0
14
3,2
261,8
40,0
4,2
ßL:
Densidade de fluxo no gap:
Diâmetro da bobina:
Comprimento do fio da bobina:
Coeficiente de temperatura do fio (a25):
Temperatura máxima da bobina:
qvc (temperatura máx. da bobina/potência máx.):
Hvc (altura do enrolamento da bobina):
Hag (altura do gap):
Re (resistência da bobina):
Mms (massa móvel):
Cms (compliância mecânica):
Rms (resistência mecânica da suspensão):
Parâmetros de Thiele-Small medidos após amaciamento de 2 horas com metade da potência RMS.
É admitida uma tolerância de ± 15% nos valores especificados.
Xmáx (deslocamento máx.(pico) c/10% de distorção): Xmáx linear (altura do enrolamento da
bobina acima da AFA) + ¼ da altura do Gap.
4
Ø439
94
Dimensões em mm.
139
16
CURVA DE RESPOSTA SIMULADA EM SOFTWARE
CURVAS DE RESPOSTA (0° e 45°) NA CAIXA DE TESTE EM CÂMARA
ANECÓICA, 1 W / 1 m
110
dB 9
105
6
100
Ref Eff
95
0
-6
dB
90
85
-12
80
-18
75
-24
70
-30
65
-36
60
50
100
200
500
1k
2k
5k
5
10k
10
100
50
500
Frequency [Hz]
Frequency [Hz]
Curva de Resposta a 0°.
Curva de Resposta a 45°.
Curva de Resposta em Vented Box 80l com 3 dutos 10x15 (cm)
Curvas de resposta medidas com o subwoofer instalado na caixa de teste em câmara
anecóica 1 W / 1 m.
CURVAS DE IMPEDÂNCIA E FASE AO AR LIVRE
CAIXAS ACÚSTICAS SUGERIDAS
200
100
MODELOS
CLOSED BOX
VENTED BOX
Volume interno
(litros)
150
Duto (s)
Qtd. Diam. x Compr. (cm)
50
100
0
graus
18SW19A
Ohms
Volume interno
(litros)
XX
80
10 x 15
INSTRUÇÕES PARA CÁLCULO DO VOLUME (INTERNO) DE CAIXA ACÚSTICA
CAIXA RETANGULAR
CAIXA TRAPÉZIO RETÂNGULO
50
3
D
-50
B
B
0
50
100
200
500
1k
2k
5k
10k
-100
Frequency [Hz]
Curva de Impedância ao ar livre.
Curva de Fase ao ar livre.
A
A
C
C
CURVAS DE DISTORÇÃO HARMÔNICA A 10% DA POTÊNCIA NBR NA
CAIXA DE TESTE, EM CÂMARA ANECÓICA, A 1 m
Volume interno=
(
AxBx C+D
2
1000
(
Volume interno=
AxBxC
1000
As dimensões A, B C e D são internas (em cm) e o resultado da fórmula do volume interno
é dado em litros.
120
Os volumes sugeridos de caixas referem-se a um único alto-falante, já incluso o volume
ocupado pelo mesmo e pelo(s) duto(s).
100
Para caixas com mais de um alto-falante, deve-se multiplicar o volume sugerido e duto(s)
pela quantidade de alto-falantes e construí-las com câmaras separadas (divisória
interna).
dB
110
Os volumes sugeridos de caixas consideram o reforço de graves introduzido pelo interior
do veículo, com o porta-malas fechado.
90
COMO ESCOLHER O AMPLIFICADOR
80
O amplificador dever ser capaz de fornecer o dobro da potência RMS do altofalante. Este headroom de 3 dB deve-se à necessidade de acomodar os picos que
caracterizam o sinal musical.
70
CALCULANDO A TEMPERATURA DA BOBINA
60
50
100
200
500
1k
2k
5k
10k
Frequency [Hz]
Curva de Resposta.
Curva de Distorção, 2ª harmônica.
Curva de Distorção, 3ª harmônica.
CAIXA DE TESTE UTILIZADA
Caixa dutada, volume interno de 80 litros com 3 dutos Ø10x15 cm.
Evitar que a temperatura da bobina ultrapasse seu valor máximo é extremamente
importante para a durabilidade do produto. A temperatura da bobina pode ser
calculada através da equação:
æR
öæ
1 ö
÷
TB = TA + çç B - 1÷÷ çç TA - 25 +
a 25 ÷ø
è RA
øè
TA , TB= temperaturas da bobina em °C.
RA , RB= resistência da bobina nas temperaturas TA e TB, respectivamente.
a25= coeficiente de temperatura do condutor, a 25 °C.
COMPRESSÃO DE POTÊNCIA
A elevação da resistência da bobina com a temperatura provoca uma redução na
eficiência do alto-falante. Por esse motivo, se, ao dobrarmos a potência elétrica
aplicada, obtivermos um acréscimo de 2 dB no SPL ao invés dos 3 dB esperados,
podemos dizer que houve uma compressão de potência de 1 dB.
COMPONENTES NÃO-LINEARES DA BOBINA
Devido ao acoplamento com a ferragem do conjunto magnético, a bobina dos altofalantes eletrodinâmicos exibe um comportamento não-linear que pode ser
modelado através de diversos parâmetros. Os parâmetros Krm, Kxm, Erm e Exm,
por exemplo, permitem calcular o valor da resistência e da indutância da bobina em
função da frequência.
Harman Consumer, Inc.
8500 Balboa Boulevard, Northridge, CA 91329 USA
www.jbl.com
© 2011 HARMAN International Industries, Incorporated. Todos os direitos reservados. Harman do Brasil Indústria Eletrônica e Participações
Ltda. é marca registrada da Harman International Insdustries, Incorporated, registrada nos EUA e/ou outros países. Características,
especificações e aspectos estéticos estão sujeitos a alterações sem prévio aviso.
Cód.: NA - Rev.: 00 - 11/11